quarta-feira, janeiro 09, 2008

CINEMA D'AMOR(E)

Porque a distância dos seus tem destas coisas a sessão de hoje é dedicada ao amor AUSENTE.

Ao ouvir esta musica não resisti a traduzi-la e a dedica-la a ti, AMOR(E)!!!

...
Meravigliosa creatura, Gianna Nannini

...

Tantos mares e rios
Atravessarei
Dentro da tua Terra
Me reencontrarás
Tornados e tempestades
Eu galgarei
Voarei entre relâmpagos
Para te ter
Maravilhosa criatura única (sozinha) no mundo
Maravilhoso receio de te ter ao pé
Raios de Sol queimam-me no meio do coração
Amo a vida
Maravilhosa

Luz dos meus olhos
Brilha em mim
Quero mil luas (noites)
Para te acariciar
Sobrevoo os teus sonhos
Acordo em cima de ti
Não acordes (risos), não acordes
...ainda

Maravilhosa criatura única (sozinha) no mundo
Maravilhoso receio de ter ao pé
Raios de sol me abalam as palavras
Amo a vida
Maravilhosa

Maravilhosa criatura um beijo lento(suave)
Maravilhoso receio de te ter ao pé
De repente ascendes ao paraíso
Morro de amor
Maravilhoso

Maravilhoso...

Além da distância preciso ainda de um rumo e já agora a descrição de como ela
estará vestida quando a encontrar (e o numero de telefone, para o caso do erro ser grande) não me vá eu enganar nos cálculos.
A agravar, as bússolas não funcionam devidamente nos campos electromagnéticos criados pelas trovoadas.
A ver vamos se engano o medo.

A ti, meu querido amor AUSENTE!


Nota 1: A tradução é da inteira responsabilidade das Produções CINEMA D’AMOR e, infelizmente, está feita à letra...ou quase.

Nota 2: O patrocínio do Fiat Bravo foi-nos negado pelo que aconselhamos ardentemente a compra de Peugeots 306. Coisa feia a ganância!!!

1 Bitaite:

AMOR(E) mandou o bitaite...

Obrigado, gato!