quarta-feira, julho 11, 2007

O problema

Venho por este meio escrever sobre um problema que é o da ressaca após um dia/noite de copos.
Uma "solução" para este problema é o de não beber alcool. Esta "solução" faz lembrar a ideia de George W. Bush para resolver o problema dos incendios florestais nos Estados Unidas, que era cortar as árvores todas.
Mas nós não somos desses, nós não somos bushistas.
Houve uma tentativa de resolução do problema da ressaca feita por mim (salvo erro foi em 2001) que foi um fracasso estrondoso. Estive com uma ressaca horrível no dia depois do cortejo da queima, pensei sobre como podia resolver esse problema e resolvi tentar ir para a piscina nadar, o que não foi uma boa ideia, tendo em conta que saí de lá pior do que quando lá entrei.
A solução mais usual é o pessoal beber agua depois de uma noite de copos. Reflecti sobre isso e tive uma ideia, que é o de beber enquanto se está a ingerir bebidas alcoolicas tambem água. Nos últimos meses fiz várias experiências nesse sentido, e tenho para dizer que funciona surpreendentemente bem.
Um resultado completamente diferente resulta quando se bebe alcool misturado com chá de limão. Uma vez no secundário bebi alternadamente 9 médias e 8 chás de limão (não para combater a ressaca, mas sim por pancada minha) e fiquei num estado extremamente embriagado e o dia depois foi um dia negativo. Não sei se teve haver com o facto de beber alternadamente uma bebida fria e outra quente, mas de facto é um bocado estranho. Um dia desses vou repetir essa experiência para ver no que dá.

Resumindo e concluíndo, soluções bushistas não são soluções e se um gajo apanhar uma ressaca não faz mal, é compensado por ter curtido o dia e a noite do dia anterior. :)

7 Bitaites:

Tóchã mandou o bitaite...

eh eh eh eh eh eh.... grande estudo sobre uma grande promeblática!!! Eu bem preciso de uma cobaia... continua, se bem que posso ter reacções não identicas. O problema do chá de limão talvez nao seja o frio/quente mas sim a acidez deste, pois penso ser,também, a "ressaca" fruto do figado trabalhar na limpeza dos acidos criados pelo alcool, mas falo um pouco de cor.

essa do bush cortar as arvores todas fez-me lembrar um amigo meu (lá de Trancoso) que defendia que uma medida para melhorar o ambiente nas grandes cidades era cortar grande parte das arvores nelas plantadas. Bem, esta ideia aliada àquela figura que sempre considerámos de "louca" provocáva-nos gargalhadas imensas.

Hoje, esse "louco" (além de ser cunhado do para sempre capitão Hélio do Vitoria de Setubal) é um arquitecto muito bem sucessido.

Melhor, é um Doutor em Arquitetura com tese em (basicamente)" Melhorar o ambiente das cidades cortando arvores".

A teoria assenta, entre outras coisas em:
com os fracos transportes publicos nas cidades e a tendencia de entrar nelas de automovel o espaço das arvores (nas alamedas etc) roubam imensos lugares de estacionamento. Menos lugares para estacionar mais voltas para arranjar lugar, mais poluição.

O que ele defende é precisamente o contrário da tendencia portuguesa actual. Em vez de criar estacionamentos na periferia ele quer criar zonas verdes grandes, que seriam mais funcionais para lazer mas também para criar oxigénio, deixando os centros das cidades para os carros...

Será mesmo louco?

Paulo Alemão mandou o bitaite...

Um dia desses vou voltar a fazer o teste com o chá de limão. E noutra ocasião com o chá de tília, cidreira ou qualquer outro para testar se isso é válido só para o chá de limão (o que reforceria a hipótese de acidez), ou se isso é uma propriedade geral dos chás.

Essa opinião do teu amigo faz mesmo sentido.
Em vez de por árvores isoladas no meio das cidades, criar jardins urbanos gigantescos.
Há os exemplos do Englischer Garten em Munique, o Hyde Park em Londres ou o Central Park em Nova Iorque.
Em Lisboa o único jardim de relevo é o Monsanto, que ao contrário dos acima citados, não fica no centro da cidade.

capa e batina mandou o bitaite...

se as putas fossem flores monsanto seria um jardim

Anónimo mandou o bitaite...

que tal kgb? ressaca sem problemas!

gorbachev mandou o bitaite...

esse KGB é pouco thatcheriano para o alemão. Experimenta cocaína snifada!

parreirex mandou o bitaite...

cerveja com chá de limão parece-me bem. não sei se estavas consciente da experiência mas o que tu estavas a fazer era equilibrar o ph a cada instante, dado que o limão é um ácido e a cerveja uma base (a alternância contínua não sei se funciona, mas limão na ressaca faz bem por isso). juntando a isso a questão do quente/frio, concluo que tu procuravas o equilíbrio total e, claro, acabaste desequilibrado.

Em relação às árvores e jardins nas cidades, acho que a sua existência é mais importante pelo aspecto e pelo que transmitem (serenidade, bla bla) do que propriamente pela questão do oxigénio. essa ideia dessa espécie parece-me completamente absurda e dar uma tese de doutoramento mais absurdo é ainda.

acho que vou beber um chã de limão, que preciso de equilibrar o ph...

Paulo Alemão mandou o bitaite...

@ Parreira

Não me lembro muito bem o que era a minha intenção com essa mistura de cerveja e chá de limão. Talvez procurava mesmo o equilibrio.
O resultado foi que caí duas vezes, um enorme vomitanço e uma ressaca das piores.
Não pode ter sido sómente o resultado das 9 médias, tendo em conta que isso é uma quantidade de alcool modesta e o de eu ter tido consumido quantidades superiores sem ficar naquele estado.

Parece mesmo que a mistura de cerveja com chá de limão tem caracteristicas bombasticas. :)