segunda-feira, julho 02, 2007

Hedge Fons perante o colapso

Os dois Hedge Fonds "Bear Stearns High-Grade Structured Credit Fund" e "Bear Stearns High-Grade Structured Credit Enhanced Leveraged Fund" estão perante o colapso.
Hedge Fonds são fundos financeiros de alto risco.
Estes fundos inestiram no sector imobiliário norte-americano que está em crise.
Para salvar o primeiro fundo a casa mãe "Bear Stearns", que é o quinto maior banco cotado na Wall Street, teve que injectar 1 600 milhões de dólares, e no outro foram injectados 1 200 milhões de dólares pelos concorentes Merryl Lynch, Goldman Sachs e Bank of America.
O primeiro grande hedge fond que esteve perante o colapso foi o fundo LTCM em 1998. este fundo teve como directores dois prémio nobel da economia: Myron Scholes e Robert C. Merton
O fundo baseava as suas especulações em modelos matemáticos e teve no seu inicio um sucesso considerável. Tudo mudou com a crise financeira na Rússia em 1998, que teve repercussões a nível mundial. Foi necessária uma injecção de uma quantia considrável por muitos dos maiores bancos do mundo.

O problema que se põe nesses fundos é que a sua actividade não é práticamente nada regulada. Enquanto que por exemplo uma empresa para ser cotada em bolsa precisa de satisfazer uma quantia de condições, esses fundos não são sujeitos a regulamentação.
É um exemplo de um fenómeno que me faz a mim como liberal "simpatizar" com movimentos anti-globalização. Não concordo com muita coisa com esses movimentos, mas considero-os importantes para conseguir uma maior regulação dos fluxos especulativos.
Na última reunião G8 chegou-se a acordo de que devia haver uma maior transparência nesse sector, mais precisemante o sector devia criar voluntariamente mecanismos de auto-controlo, medida essa que na prática óbviamente não terá efeito nenhum.
Talvez mais casos de quase rúptura deste tipo de fundos faz repensar a questão.

Este é apenas um exemplo de coisas que considero criticáveis no capitalismo moderno.

3 Bitaites:

Anónimo mandou o bitaite...

Sobre isto o:

http://ladroesdebicicletas.blogspot.com/

tem 3 posts interessantes (postados em 1 de Junho) , vão mais ou menos na mesma direcção do teu post, mas têm como pretexto a crise financeira dalguns países da Asia à 10 anos atrás, que, se não recordo mal, também teve alguma coisa a ver com o colapso da LTCM

Anónimo mandou o bitaite...

Queria dizer 1 de Julho...

Paulo Alemão mandou o bitaite...

Sim, no inicio foi a crise asiática que se espalhou com um efeito dominó à Rússia. Se bem me recordo tambem o Brasil entrou em turbulência nesse ano. Não me recordou agora em que sentido, mas li na altura que o colapso da LTCM esteve relacionada com a crise russa em especifico que teve num certo sentido a algum pormenor na econmomia americana.

A questão que se põe é que não se deve acabar com fluxos de capital transnacionais (que acabam por ser necessários para o desenvolvimento dos países mais pobres). Mas sim de a regulamentar. Até nos EUA existem regras internas e instituições para a organização da actividade económica, será lógico de que deve haver regulamentação e instituições da actividade económica-financeira a nível global.
Há que notar que um dos Hedge Fonds referidos no post teve ajuda financeira da concorrência (o mesmo aconteceu em 1998 com a LTCM), o que mostra bem a gravidade da situação.

Dei uma vista de olhos no blog referido e parece-me interessante.