sexta-feira, novembro 18, 2005

Sem Titulo

Acendo um cigarro de costas para a cidade que me viu crescer! Olho para o céu, as casas em redor tem as luzes acesas! Imagino o que se passará nesses nichos familiares! Deve haver personagens interessantes que dariam um bom livro! Faz um vento frio, sinto aquele arrepio nas costas, um arrepio gostoso! Gostava que entrasse alguém, uma mulher que se encontra perdida no meu imaginário, que me trouxesse algum aconchego! Uma mulher com um olhar triste, uns olhos cintilantes, que pusesse um pouco de carinho na minha vida! Uma mulher que me tirasse desta realidade triste, poluente, negra. Uma realidade com um cheiro nauseabundo! Gostava de viajar num mundo imaginário que não é o conjunto dos números complexos! Finding Neverland? Talvez! É apenas algo que ninguém sabe onde fica! Isto é pura insensatez, mas o que se há-de fazer? Temos de brincar com a vida apesar de a vida ser uma só! Talvez se fosse um felino sempre poderia desmistificar o mito de ele ter sete vidas! Enquanto isso espero que a inspiração me bata à porta! Não digam nada a ninguém… mas tenho o pressentimento que esta para chegar! Imagino como ela será! Penso que tem uma forma cilíndrica, mas disforme! Um pouco destrambelhada, um andar mirabolante mas que ao mesmo tempo a torna tão bela, sensual! Um perfume… sim um perfume que deixa rasto por onde passa! Esperem…acabou de chegar! Abro a porta, a minha respiração ficou suspensa assim como os jardins da babilónia! Como é bela… estou estupefacto! Queria poder descreve-la mas as palavras ficaram perdidas, ando à procura delas dentro de mim, viajo por caminhos que alguma vez pensara existirem… mas por fim encontro-as num bar a beberem um copo de James Martin 20 anos com um pouco de perrier! Sim… elas, como eu ficaram aterrorizadas com a sua beleza, com a luz que emancipava dos seus olhos! Convenci-as a virem comigo pois preciso delas para exprimir-me e dizer que a amo! A medo cumprimentei-a e convidei-a a entrar! Falamos horas e horas! O que falamos? O que fizemos? Escrevemos este texto!


As minhas desculpas!
Peço desculpa pela minha ausência, mas sobreviver no mundo real, nos tempos que correm, é coisa para deixar qualquer um sem inspiração, exausto...
Entretanto, como se vê pelo último post, retomei. A crise dirá até quando...

2 Bitaites:

nené santarém mandou o bitaite...

Prendam o amor. Ele burla.

мåятüxåн mandou o bitaite...

PrimOoOOoO!
Uuuuii! Se u textO tivesS a lil'bit + dark, eU dxia k tavaS um pSeudo - góticO feito! ;o)
LLol!
É qUe ixtO agR pelos blogS aki de txabeS city táh totaL i compLetamente na modaH! MaS é um cadUxo maiS dramáticO...tipO..."ng gosta de miM...everybody hateS me..." i afins...
PeskisaS em "evanescence lyrics tradução" i já vÊs u tipo de paRolada k aki táh nA mOda! Fónix, pk é quE nãO oUvem anteS Bob Marley...
“in every life we have some trouble,
when you worry you make it double
DON'T WORRY... BE HAPPY!”
LloOL! Fez me beM xtaR a taRde tOda a xtUdar filosofia...[ ou não…] =S
Mas prontO...u teu texto táh diferente...táh mto maiS baby... =P
Admite lá que aS letras são mtoooooo miorx k ux núMeros??
Os númeroS não poDem seR u teu reflexO, são teRrivelmente universais e ng se orgulha de ter feito uMa boa equação..! keR dxeR…às vezeS…mas naDa que se comapaRe ao “aaaaiii…tUh xcReves tão beM…a sério!”
VaiS seR um Miguel Torga ou um Mia Couto...ou qq cenah do tipo...homem das ciências...xcitor i taL...LLol!
NãO gozes...mas toU um coche po xcaNdaLizadUxaH…nãO sabia k xcRevias ceNas …DESTAS…cUjo tema central não é: polítticaH, futebOol, núMeros, coMida, ou foca…keR dxer…”colonização de nativas”…
Ixto já tah a ficaR big....*********muah**** ptt bem ;p)