segunda-feira, setembro 26, 2005

Homenagem a Tochã e a mais alguém

Mal terminou a leitura do excelso texto do tocha, a minha consciência ficou de imediato apoderado por uma ideia que ,contrariando um hábito lamentavelmente incrustado no meu quotidiano a alguns anos, compulsivamente foi transmutada em papel.
Nela não devem ser entendidas um vontade de resposta ou mesmo um infantil espírito de competição; não lhe será no entanto tão alheia o desejo de utilizar, também, este blog com espaço de criação. Fica aqui o meu exercício no puro estilo do texto de baixo

-Um pouco mais abaixo.
-Mais à direita?
-Sim…aí
- Portanto toda esta zona!! O que sente exactamente quando carrego aqui: :menos o objecto da ira de uma horda de vespas despeitadas que um processo corrosivo destinado a dar macieza e brilho a rochas ornamentais?
-Sim rochas calcárias , esféricas de uma alvura enfatuada…
-Dizia-me que foi pelos 5 anos quando pela primeira vez sentiu estas moléstias.
-Sim, e desde então têm sido uma presença familiar da minha rotina.
-Tendo nas últimas semanas deixado de fazer caso dos limites do suportável…
-Exactamente… Já sabe o que é?
-Preciso ainda de alguns exames complementares para ter a certeza mas apresenta o quadro sintomático de uma inveja comum.
-Inveja? Isso não é uma doença crónica.
-Até à pouco tempo sim…Temos no entanto experimentado um novo tratamento com o que temos obtido resultados promissores na maioria dos pacientes. É um tratamento relativamente simples e exige um período de convalescença curto….Consiste em espetar um bisturi na veia jugular do paciente e esperar que ele expire convulsionado com a sangria mortal….Não sei se estou a falar muito depressa
-Não, não, penso que o compreendi. Quando poderei começar o tratamento?
-Imediatamente, Não tem alergia a antibióticos?
-Não
-Não sofre de hipertensão ou de outros problemas cardíacos?
-Também não
-Diabetes?
-Não
-Não está apaixonado?
-Por acaso estou um pouco…
-Então vai carregar todo o sofrimento do mundo até que o chão o degluta, carcaça miserável

12 Bitaites:

néné santarém mandou o bitaite...

Prendam o amor! Ele mata.

Manuel antunes mandou o bitaite...

Prendam o orgulho! Ele mata.

velho mandou o bitaite...

Faltei à reunião, mas... dass! Que código é este? Será que tenho de ecomendar a quela máquina da 2 guerra mundial de seu nome enigma? Talvez peça ajuda aos ingleses.

Tóchã mandou o bitaite...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Tóchã mandou o bitaite...

É com bastante orgulho que recebo tamanha homenagem que quero partilhar com mais alguém: o meu Office 2005, mais propriamente o Word na sua tez azulada, não esquecendo ainda o photobucket e a máquina fotográfica do Matéria ou Nuno Gémeo, já não tenho presente.
Ainda mais vinda de calimero, enche-me de orgulho e alegria, pois conhece perfeitamente, ser umas das minhas referências nestas lides (anonymous said : que lides!??? Tu ??? Pahh ahh ahh!!!), não da forma que assumiu no referido post, mas isso, também, sabe-o ele, e todos vós, muito bem.
Obrig…..
Taaa tarararara tarararara ra TA TA RA TA

Bill Gates mandou o bitaite...

Caro Sr Tocha, gostava de saber como tem a versao que ainda nao foi para o mercado...
Ca para mim o seu amigo existe mesmo...

kastello mandou o bitaite...

caro bill...o meu amigo não é nenhum produto comercial para cair nas suas mãos..it's an openfriend !!!

Bill Gates mandou o bitaite...

Sim, por acaso ele tem cara de pinguim....deve ser por isso considerado openfriend...
Quanto a ele nao ser um produto comercial, depende do significado que lhe dê Sr. Kastello

criptógrafo mandou o bitaite...

chamaram?

Tóchã mandou o bitaite...

lol lol lol....a figura que se apresenta ao meu lado de copo de wisky numa mão, charuto na outra, trajando apenas cueca zorba não me deixa dizer mais nada, muito menos ter acertado com algum login...

nazarena mandou o bitaite...

Chamaram?

cigana mandou o bitaite...

é a 5 euros, senhoras, 5 euros!