quinta-feira, outubro 26, 2006

Reflexão sobre fêmeas – Parte 2

Devido ao relativo sucesso do meu anterior post, continuo a saga sobre reflexão sobre fêmeas.

Podia responder aqui a alguns comments sobre o primeiro, de muitos, post. Mas sinceramente: NÃO ME APETECE…

Chega a primeira grande festa a Coimbra. Festa das Latas e Imposição de Insignias de seu nome, é a primeira grande reunião de fêmeas, machos e já agora de afins, que ocorre na Lusa Atenas.

È uma excelente oportunidade de conhecer o sexo oposto, ou o mesmo sexo ou ainda conhecer sexo…

Nesta altura festiva é quando o álcool, droga e não sei mais o quê faz maravilhas na vivência conjunta entre os dois sexos, proporcinando repastos bem regados e fumados que nos levam a um tal estado de euforia que a timidez e vergonha desaparecem como o nosso tão querido D. Sebastião.

Esta é uma oportunidade dourada de nos fazermos a elas.. o álcool desculpa tudo se a coisa correr mal.

Algumas sugestões de abordagem podem ser equacionadas neste movimento estudantil de alegria e euforia.
Claro está, que as abordagens que sugiro são da minha vivência e de mais alguns que andam para aí a fazer mais do que fumar umas e mandar bocas sobre a gaja que está com o colega… ou entoando cânticos que nada prestigiam a forma pessoal que cada um tem em relação ás supostas abordagens!

Gostei da última sugestão do Senra sobre a festa 3, acho que nesta altura é uma abordagem diferente que podemos usar quando a noite (e a bebedeira) já vai alta e lhe propomos: queres festa a 3?? Acho que devemos sempre pensar no amigo ou na amiga do lado para uma festa…

Existem diversas abordagens e todas elas são permitidas nesta altura de festa!

Este post foi mais um relembrar que para além do magnífico jantar que ocorre no chinês no dia do circo total também existem fêmeas que procuram anciosamente um palhaço como eu e vós…


Boas comidelas e já agora tenham lata na latada, pois por vezes é isso que nos falta naquele momento….

Ouriço

1 Bitaite:

o crítico literário mandou o bitaite...

Continuo a achar estas reflexões muito básicas. Ouriço, por favor, surpreende-me!!!!