terça-feira, abril 18, 2006

comunicado (a propósito do pecado)

domingo de páscoa, 1h e tal da tarde
Estou a tomar o pequeno almoço (altamente ressacado) e preparo-me para ir à missa. No jornal da tarde aparece a notícia de estrilho de paroquianos com o padre na vila de Sendim. O padre é o mesmo de Palaçoulo. Chego à igreja e há um clima de excitação geral com toda a gente na rua a comentar as novidades e, como de costume, a amplificar os acontecimentos. O padre chega atrasado quase uma hora, dá duas buzinadelas com o carro a avisar e a missa decorre com normalidade. O padre até parece fixe. Fala bem.

Ora, esta conversa serve apenas para realçar o facto de eu ter ido à missa e assim consolidar a minha posição de católico apostólico romano. Como tal, sigo as leis do vaticano e em particular o pecado da internet. Assim sendo, passarei a publicar, no máximo, um post por semana. Porque não quero arder nas chamas do inferno...

P.S. Ler o Expresso de ponta a ponta é pecado mortal.

1 Bitaite:

jose antonio saraiva mandou o bitaite...

Com certeza que é pecado meu caro Parreirex, desde o momento em que eu deixei essa publicaçao, o referido semanario foi condenado ao inferno! Alguma vez se viu, deixarem de contar com a minha modesta colaboraçao, porque é que eu sou tão bom!!!! Apetece-me chorar lagrimas nos pés do Cavaco e enxugar-lhe os pés com os meus cabelos, qual Madalena!!