quarta-feira, julho 20, 2005

Porcos...

Image hosted by Photobucket.com
.
Durante a era glacial, muito remota, quando parte do globo terrestre esteve coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem às condições do clima hostil. Foi então que uma grande manada de porcos-espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver, começaram a unir-se, a juntar-se mais e mais. Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro. E todos juntos, bem unidos, agasalhavam-se mutuamente, aqueciam-se, enfrentando por mais tempo aquele Inverno tenebroso.
Porém, vida ingrata, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, justamente aqueles que lhes forneciam mais calor vital, questão de vida ou morte. E afastaram-se feridos, magoados, sofridos. Dispersaram-se, por não suportarem mais tempo os espinhos dos seus semelhantes. Doíam muito...
Mas esta não foi a melhor solução: afastados separados, logo começaram a morrer congelados. Os que não morreram, voltaram a se aproximar, pouco a pouco, com jeito, com precauções, de tal forma que, unidos, cada qual conservava uma certa distância do outro, mínima, mas o suficiente para conviver sem ferir, para sobreviver sem magoar, sem causar danos recíprocos.
Assim aprenderam a conviver nos momentos difíceis, a estarem juntos, respeitando os espinhos uns dos outros, a darem calor e amizade.

O melhor grupo não é aquele que reúne membros perfeitos, mas aquele onde cada um aceita os defeitos do outro e consegue perdão para seus próprios defeitos.

Lembrei-me desta pequena história para vos dizer que vou à famosa mariscada renovar os votos de amizade.
Já agora, gostaria de saber como acasalam os porcos espinhos? Se alguém soubesse gostaria que me esclarecesse. É muito importante

Velho. P - Editora Kastello-2005

3 Bitaites:

Anónimo mandou o bitaite...

http://www.animalnet.com.br/mat_detail.asp?ConteudoID=396

Materia mandou o bitaite...

Posso nao saber escrever mas pelo menos nao faço plagio....

http://www.raizesfm.com.br/
artigos/artigos_view2.asp?cod=452

velho mandou o bitaite...

sim!È verdade foi um plágio!Aprendi com a minha amiga Clara Pinto Correia!No entanto achei que seria uma boa história! Uma história que nos faz pensar! Uma história que nos alerta para o facto de, apesar de sermos tão diferentes uns dos outros poder suavizar, harmonizar essas mesmas diferenças e contribuir para uma sociedade menos intriguista que se alimenta do fútil! já agora falta um til! Escreve-se não.